Agradeço que respeitem o meu trabalho e
não copiem as fotos sem a minha devida autorização.
Alguma dúvida ou pedido contactem-me, terei todo o
prazer em ajudar e partilhar

Eu também não roubo fotos nem receitas a ninguém!
É um Blog que me dá bastante satisfação fazer e se a si também lhe dá gosto ler não prejudique o trabalho de quem o faz!

Obrigada.
Obrigada pela vossa visita e comentários, pelo tempinho que dispensaram ao ler as minhas palavras ... É com todo o carinho que assim que possa venho retribuir!

Um Abraço de Amizade
Aladiah

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Especial Ervas Aromáticas

Aromas fantásticos .... Temperos Únicos ....
 
Cebolinho
 
De folha fina, cilíndrica e comprida, o cebolinho tem um paladar ligeiro a cebola que combina muito bem com saladas, queijos e patês, sopas, massas e alguns peixes. Como a maioria das ervas aromáticas, deve ser adicionado no final da confecção para manter o aroma.

 
Hortelã-Pimenta
 
Obtida através do cruzamento de duas espécies de hortelã, possui um aroma mentolado com notas apimentadas. É uma das poucas ervas aromáticas que se usa mais frequentemente em doçaria e bebidas do que em pratos, ligando bem com sobremesas cremosas ou de chocolate e com refrescos de fruta. Também se aplica para condimentar alguns peixes, legumes e manteigas. É excelente para a digestão.


Poejo
 
Muito conhecidos e utilizados no Alentejo, mas não só, os poejos são ervas espontâneas comuns em toda a bacia do mediterrânio. De aroma muito característico, são especialmente utilizados em açordas, sopas e ensopados, combinando bem com bacalhau e outros peixes. Também serve para fazer chá.

 
Tomilho

Erva aromática famosa de aroma profundo e muito agradável, na verdade existe em mais de 50 variedades. O tomilho comum, que é também o mais conhecido e vulgar, aplica-se no tempero de praticamente todos os tipos de carne, especialmente as que vão assar no forno ou a grelhar na brasa, incluindo as carnes de caça. Devido ao sabor intenso, é perfeito para substituir o sal e para conjugar com outras ervas.

 
Salva

Para além de condimento, é também uma erva medicinal e até mesmo planta ornamental. As folhas de salva propriamente ditas têm diversas aplicações culinárias, especialmente quando adicionadas a pratos de carne, enchidos e outro fumeiro, nomeadamente bifes de vaca ou porco, chouriço e presunto. Originária da região oriental do mediterrâneo, a salva tem um aroma forte e auxilia a digestão.

Alecrim
 
Trata-se na verdade de um arbusto espontâneo e comum de norte a sul do país. Os ramos apresentam uma haste lenhosa e as folhas são pequenas e com fragância muito característica a sugerir pinheiro. Indicado para confeccionar pratos de carne e legumes, principalmente assados ou grelhados. De referir que, apesar de parecido com o rosmaninho, o alecrim é de outra espécie e mais habitual na culinária.
Orégãos frescos
 
São de facto os orégãos secos os mais frequentemente usados, nomeadamente em massas, pizzas e outros pratos. No entanto, os orégãos em folha fresca são ainda mais aromáticos e com um paladar mais intenso. Pode encontra-los à venda em ramo ou em vasos para se conservarem durante mais tempo. Utilize-os em diversos pratos, especialmente os que incluem legumes como tomate, pimento e azeitonas.
Erva Limão
 
Também denominada erva príncipe, é muito curiosa por se tratar de uma espécie com a simples aparência de erva comprida, com folhas longas que crescem juntas tipo moita, mas com um aroma inesperado de citrino, parecido com a lúcia-lima mas mais adocicado. Muito procurada para fazer chá, a erva limão, pode aproveitar-se na preparação de saladas e, melhor ainda, na preparação de cocktails e sobremesas como bolos, tortas e tartes, entre outras.
 
Funcho
 
Rama do bolbo como o mesmo nome, o funcho apresenta um aroma e paladar a anis ou erva-doce, é usado há séculos na culinária e ganhou fama na gastronomia mediterrânica. Aromatiza na perfeição peixes gordos como a truta e o salmão, mas pode utilizar-se também na preparação de molhos e conservas. Existe uma erva semelhante denominada aneto ou endro que no findo é um tipo de funcho com as mesmas características aromáticas.
Espero que tenham gostado de mais uma história de na Aldeia com a Natureza ...
 
Aladiah

2 comentários:

  1. Adorei este post sobre ervas aromáticas. Ajudam-me tanto na minha cozinha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim são uma delícia e fazem maravilhas :D nos cozinhados!! :)

      Eliminar